WhatsApp

(18) 99774 - 5662

Sábado dia 17 de fevereiro termina o horário brasileiro de verão - OCNEWS

Brasil

13/02/2018 às 14h46 - Atualizada em 13/02/2018 às 15h03

Sábado dia 17 de fevereiro termina o horário brasileiro de verão

Edy Rocha
Osvaldo Cruz - SP
FONTE: Redação

Termina neste sábado dia 17 de fevereiro, a meia noite, o horário de verão, que teve início no dia 15 de outubro do ano passado.



O horário de verão se justifica devido ao fato que, durante a primavera e o verão, os dias são um pouco mais longos do que as noites em parte do País. Dessa forma, o horário de verão foi instituído no intuito de se aproveitar melhor a luz natural, gerando economia de energia.



Se você é daquelas pessoas que não gostam do horário de Verão, saiba que em 2018 ele será mais curto. O governo federal decidiu que a hora a mais nos relógios deverá começar, ao invés do terceiro domingo de outubro, no primeiro domingo de novembro, dia 4. A data do fim do horário não foi modificada e continua valendo o terceiro domingo de fevereiro.



A redução atende ao pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por causa das eleições. Segundo o Tribunal, a medida facilitará a apuração dos votos, pois sem o horário de verão o País terá menos fusos horários e, portanto, a apuração de votos será agilizada. 



Esse ano, o primeiro turno das eleições será dia 7 de outubro e o segundo, no dia 28 do mesmo mês. 



Vale lembrar que a mudança nos relógios já foi alvo de polêmica no ano passado. O cancelamento da medida chegou a ser discutido após estudos recentes comprovarem que o brasileiro vem mudando os hábitos de consumo de energia, e o clima é que vem determinando o gasto e não mais a maior incidência da luz.



Assim, os picos de consumo estão ocorrendo entre 14h e 15h, no meio da tarde, e não mais entre 17h e 20h. Esse era o principal argumento para se manter o horário de Verão.



O Operador Nacional do Sistema (ONS) apontou que, durante o período em que os relógios foram adiantados de 2016 a 2017, a economia foi de R$ 159 milhões, valor abaixo do período de 2015 a 2016, que foi de R$ 162 milhões.



Na época, o governo havia informado que, para 2018, iria fazer uma pesquisa para decidir se manteria ou não o horário diferenciado nos próximos anos.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 451 VEZES

Comentários

Veja também

    Publicidade

    Publicidade

OCNEWS
© Copyright 2018 | OCNEWS | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS