WhatsApp

18-99675-4052

Advogado diz que houve abuso da Polícia em ocorrência que deu voz de prisão ao prefeito de Sagres - OCNEWS

Polícia

11/04/2018 às 11h54 - Atualizada em 11/04/2018 às 11h54

Advogado diz que houve abuso da Polícia em ocorrência que deu voz de prisão ao prefeito de Sagres

Edy Rocha
Osvaldo Cruz - SP
FONTE: OCNET

O prefeito de Sagres, Ricardo Rived Garcia (PSDB) se envolveu em uma confusão dentro da delegacia de Polícia Civil da cidade e acabou tendo contra si elaborado um boletim de ocorrência por desacato a autoridade.



Segundo fontes, o prefeito teria ido até a delegacia acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Sagres, o vereador, Marcelo Ribeiro Marciano porque um filho do vereador teria se envolvido em uma ocorrência policial.



Na delegacia o prefeito teria desacatado um dos policiais e houve um princípio de confusão e ao final foi elaborado um boletim de ocorrência sobre o fato.



Advogado fala em abuso da Polícia



Em contato com a reportagem do portal Ocnet, o advogado Cesar Rimoldi, que defende o prefeito de Sagres, diz que houve abuso por parte dos policia envolvidos no caso.



De acordo com Rimoldi, os policiais já teriam abusado da autoridade no momento da abordagem ao filho do presidente da Câmara de Sagres.



“Eles passaram uma rasteira no adolescente e, depois disso, ao que me parece, esfregaram o rosto dele em uma areia que tinha jogado no chão. Duas testemunhas viram isso”, disse Rimoldi.



Já na delegacia, os policiais disseram que o menino seria preso por desacato, além de terem dito que “eles eram as autoridades”.



Rived não se identificou como prefeito



De acordo com o advogado, o prefeito Ricardo Rived foi até o local e não teria e identificado como prefeito.



“Um escrivão da Polícia Civil estava lá. Eles chamaram reforço policial, da Força Tática. Eram aproximadamente cinco viaturas, e alguns policiais, inclusive, com fuzis. Uma verdadeira barbaridade”, disse Rimoldi.



O prefeito de Sagres teria perguntado o que estava acontecendo e disse, ainda, que não era necessário todo aquele cenário.



“Nesse momento, os policiais disseram que eram as autoridades e pediram o documento [do Ricardo]. Por não ter apresentado documento, eles deram voz de prisão ao Ricardo. O prefeito foi algemado sem qualquer motivo lógico, sem uma ordem racional. Uma verdadeira arbitrariedade desses dois policiais”, disse o advogado.



Polícia Militar vai apurar o ocorrido



Em contato com a reportagem do portal Ocnet, a Polícia Militar de Osvaldo Cruz confirmou que vai apurar o fato.

“Foi  instaurado  procedimento apuratório. Onde todas  as providencias estão  sendo tomadas de acordo que o caso requer”, diz a nota enviada pela Polícia Militar.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 689 VEZES

Comentários

Veja também

    Publicidade

    Publicidade

OCNEWS
© Copyright 2018 | OCNEWS | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS