WhatsApp

(18) 99774 - 5662

Cantora Ludmila Ferber anuncia luta contra o câncer: A vida não vai parar - OCNEWS

Entretenimento

18/05/2018 às 12h58 - Atualizada em 18/05/2018 às 13h17

Cantora Ludmila Ferber anuncia luta contra o câncer: A vida não vai parar

Edy Rocha
Osvaldo Cruz - SP
FONTE: NOTICIAS AO MINUTO

A pastora e cantora gospel Ludmila Ferber, 52 anos, revelou estar lutando contra o câncer.



Sem especificar o nome da doença, a cantora inicia uma publicação no Instagram com o trecho de uma de suas canções mais conhecidas. "Em tempos de guerra, nunca pare de lutar. Hoje estou entrando em um momento único e surpreendente da minha vida: o tratamento de quimioterapia. Mas, ainda que o ritmo de viagens para ministrações diminua durante um tempo, meu ministério não parou”.





Embora seja um momento difícil que esteja passando, Ludmila Ferber fez questão de dizer que sua vida "não parou e nem vai parar”, no entanto admitiu que durante esse tempo diminuirá a intensidade da agenda de trabalho para se cuidar.



Ela aproveitou para agradecer o amor que tem recebido das pessoas desde que recebeu o diagnóstico. “…creio que já estou no caminho do meu milagre. Essa é a hora de profetizar profundamente as canções que têm abençoado a tantos por todos esses anos…Por favor, intercedam por mim, e , acima de tudo, alegrem-se, porque a glória da segunda casa será maior do que a primeira”.



Vários artistas gospel deixaram mensagens de apoio e  no perfil da cantora, entre pastores e cantores como; Nivea Soares, Cassiane, Ana Paula Valadão, Davi Sacer, Eyshila, Israel Salazar, pastor Rafael Bello entre outros.



Pai de Ludmila Ferber é curado do câncer e ela se torna cristã evangélica



No passado o pai da cantora, também lutou contra o câncer. Em entrevista ao site da Lagoinha em 2012, ela contou como foi sua conversão dizendo:



“Meu pai estava muito doente e depois de ir ao médico foi diagnosticado com um tumor no estômago. Quando essa doença foi descoberta era necessário que ele passasse por uma cirurgia de urgência para retirar o tumor. Na ocasião, liguei para uma grande amiga nossa pedindo indicação de bons médicos que nos transmitisse segurança para passar o caso do meu pai. A resposta dela, naquele momento sendo usada como uma mulher de Deus foi a de que poderia dar o nome de um excelente médico, mas que conhecia quem poderia curar meu pai. “É isso que eu quero”, disse para ela e recebi como resposta: “É Deus que vai curá-lo. Antes de seu pai ser visto pelo médico vamos a uma reunião de oração, louvor e adoração e depois independente de qualquer coisa a gente vai ao médico.” Marcamos a visita à reunião evangélica, no dia 30 de agosto de 1985, e nesse dia, em uma casa de uma comunidade evangélica muito pequenininha em Niterói (RJ), meu pai foi curado, Deus curou meu pai! Nesse mesmo dia, enquanto o Senhor curava meu pai, eu estava sendo visitada por Deus. Naquele culto, no momento de louvor e adoração, à medida que aquelas canções iam sendo ministradas ao meu coração fui capturada pela presença de Deus, e Jesus se apresentou a mim me apresentando o amor de Deus.”


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 895 VEZES

Comentários

Veja também

    Publicidade

    Publicidade

OCNEWS
© Copyright 2018 | OCNEWS | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS