WhatsApp

(18) 99774 - 5662

Na contramão da crise, Adamantina contrata e atrai investimentos - OCNEWS

Cidades

09/07/2018 às 23h09 - Atualizada em 10/07/2018 às 15h38

Na contramão da crise, Adamantina contrata e atrai investimentos

Edy Rocha
Osvaldo Cruz - SP
FONTE: Gi Noticias

Comércio é aquecido com abertura de novas lojas (Foto: Gustavo Castellon | Grupo IMPACTO)

Adamantina tem sido destaque regional e até estadual quando o assunto é geração de emprego, desenvolvimento e superação da crise econômica brasileira. Por aqui, na verdade, o reflexo da dificuldade econômica vivenciada em todo o Brasil tem sido bem mais ameno. Pelo menos é o que demonstram dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Na estatística do Ministério do Trabalho, somente este ano a cidade registrou a abertura de 649 oportunidades de emprego. No ano passado o resultado positivo foi de 261 vagas, enquanto praticamente todos os municípios vizinhos fecharam o ano com saldo negativo.



Além dos números positivos na geração de emprego, a cidade vê uma onda de novos investimentos, seja no comércio, na indústria ou no setor imobiliário. São inúmeras empresas que acreditam no bom momento do Município, injetando dinheiro na economia local.



Seja de grandes redes, como Lojas Americanas, Óticas Carol, Toyota, Faculdades Anhanguera, OdontoCompany, Sete Supermercados e Açaí da Barra, que se juntam as outras marcas de renome nacional já estabelecidas na cidade, como Fiat, Chevrolet – que em breve inaugurará nova concessionária em sede própria – Pernambucanas, Cybelar, Magazine Luiza, Droga Raia, Cacau Show, Subway, Chiquinho Sorvetes, O Boticário, Arezzo, entre outras, ou de empresas de relevância regional, como ABC Brasil e Real Móveis e Eletro – que modernizou recentemente suas instalações –, os investimentos não param em Adamantina.



Em breve, o Município ganhará a unidade de mais uma faculdade, um centro de compras com supermercados e lojas do Grupo Kawakami, além de estar no plano de expansão das Casas Bahia. “Adamantina é um centro de compras para uma população de cerca de 120 mil pessoas. Além de estar em pleno desenvolvimento, a cidade tem potencialidade de crescimento. Por isso, decidimos investir no município, oferecendo o maior complexo de compras da cidade, com um padrão de produtos, serviços e atendimento realmente diferenciados. Nossa expectativa é muito boa”, destaca o empresário Eduardo Kawakami.



Os pequenos e médios empresários também vêm acreditando no potencial da cidade, abrindo empresas em diversos segmentos, o que amplia as possibilidades de emprego e a diversificação de produtos no comércio local.



“Na região, Adamantina se destaca, as empresas têm visto a cidade com olhar progressista, com potencial. E isso se deve muito ao próprio empresário, atento às mudanças de mercado e realiza investimentos em seus estabelecimentos, como mudança de fachadas, o que atrai o consumidor para o comércio local. Esses empresários realizam promoções por conta própria, mostrando que estão acreditando no poder econômico do Município”, diz o presidente da ACE (Associação Comercial e Empresarial de Adamantina) Renato Capobianco, que também, recentemente, ampliou sua escola de cursos profissionalizantes e trouxe o polo da Faculdades Anhanguera à cidade. “A população acredita e injeta seu dinheiro aqui, seja na abertura de empresas ou no consumo de produtos dos estabelecimentos”.



Outro ponto que reflete a boa fase da economia local são os investimentos do setor imobiliário. Atualmente, estão em processo de implantação 14 residenciais, que totalizam aproximadamente 2 mil lotes, mais dois conjuntos habitacionais da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) com 99 casas populares, um complexo de cinco torres com 368 apartamentos, além do Condomínio Residencial EcoVille, com 200 imóveis, lançado na sexta-feira (29).



Na indústria, recentemente a empresa Adasebo – Indústria e Comércio de Produtos Animais Ltda venceu licitação realizada pela Prefeitura de Adamantina e garantiu o direito real de uso do imóvel, com possibilidade de doação com encargos, do antigo Matadouro. A empresa que atua no mercado de industrialização e comercialização de produtos de origem animal ampliará os investimentos na cidade.



Números comprovam avanço



Dados fornecidos pela Secretaria de Finanças demonstram o bom momento de Adamantina, como no setor imobiliário. Nos últimos cinco anos foram edificados 1.233 imóveis no Município (2014-2018).



Outra informação que demonstra a movimentação econômica são as transações de imóveis. No ano passado, a Prefeitura arrecadou R$ 457 mil no ITR (Imposto Sobre a Propriedade Territorial Rural) – crescimento de 32,4% em relação ao ano anterior – e R$ 1.221.623 no ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), aumento de quase 10% em comparação com 2016.



“Adamantina realmente está na contramão da crise brasileira e ao contrário de muitas cidades demonstra bons resultados na sua economia. Acredito ser uma soma de fatores: a confiança no poder público, o trabalho de muitos anos na UniFAI [Centro Universitário de Adamantina] e, principalmente, a vontade do empresariado em investir e consequentemente gerar novos postos de trabalho. A receita para o progresso é uma só: a união. A classe política deve andar de mãos dadas com a iniciativa privada e vice e versa, sem corrupção, sem preguiça e com vontade de fazer”, destaca o presidente do Sincomercio (Sindicato do Comércio Varejista), Sérgio Vanderlei da Silva.





Comércio é aquecido com abertura de novas lojas (Foto: Gustavo Castellon | Grupo IMPACTO)



Fatores para crescimento



Conforme pontuado pelo representante do comércio local, um dos fatores que contribui para o boom econômico de Adamantina é a própria autarquia municipal de ensino superior, que atrai alunos de todo o país e ganhou visibilidade após a conquista do curso de Medicina. “A UniFAI, como polo regional de educação, vem contribuindo principalmente com a formação de pessoas qualificadas para o mercado de trabalho, atraindo desta maneira empresas interessadas em investir seu capital em Adamantina e região”, disse o reitor da UniFAI, Paulo Sérgio da Silva.



Para o prefeito Márcio Cardim, são diversas as variáveis que contribuem para o crescimento econômico da cidade. Porém, é notório que a “credibilidade que o Município passa ao empreendedor tem forte influência no desejo e confiança em investir nesta cidade”.



“Outro fator a ser considerado são os projetos em desenvolvimento e os que estão sendo concretizados, levou um tempo para que os investidores voltassem a ter confiabilidade em implantar seu negócio em Adamantina. Neste sentido, há de considerar que o curso de Medicina e todos os demais cursos da UniFAI, a implantação da UNIVESP [Universidade Virtual do Estado de São Paulo] e a consolidação da FATEC [Faculdade de Tecnologia] potenciará a formação de mão de obra especializada. Portanto, a questão da Educação é primordial para a atração de novos investimentos, uma região sem conhecimento, tem menores chances de desenvolvimento”, enfatiza o gestor.



Segundo Cardim, estes pontos possuem alta influência na decisão do empresário investir ou não em Adamantina. “É sabido, pelas pesquisas realizadas pelos empresários, que a movimentação dos negócios será afetada positivamente, não somente pelos alunos, mas também pelas várias pessoas que passarão a ter Adamantina como referência, atraídas pela busca de serviços na área da saúde e educação”, pontua o prefeito, que completa: “Essas pessoas passarão a frequentar a cidade, pelas mais diversas razões, seja pela busca de recursos na área da saúde, como já disse, ou pelas visitas a familiares, viagens de negócios, lazer, enfim, cria-se um sistema completo, envolvendo melhorias na saúde, educação, esporte, infraestrutura, geração de emprego e renda, trazendo desenvolvimento não apenas local, mas regional”.



Na última semana foi divulgado o IFDM (Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal), consolidando Adamantina com o maior desenvolvimento entre os 14 municípios da microrregião. A cidade – com nota 0,8321 – passou da 180ª para a 91ª posição no estado de São Paulo.



As três vertentes que compõem o IFDM apresentaram crescimento em Adamantina. O índice de emprego e renda atingiu 0,7057 ponto, a área da saúde alcançou 0,8246 e a educação – 0,9660, classificando o Município como de alto desenvolvimento.



“A saúde e a educação são pilares para uma condição de vida melhor para as pessoas, pois é o que estimula a geração de emprego e renda. O município vem fazendo a lição de casa: na saúde, inauguramos a UBS [Unidade Básica de Saúde] da Cecap em 2017, a UBS do Mário Covas em 2018 e a retomada da construção da UBS do Jardim Brasil. Além disso, a Santa Casa de Adamantina está com uma nova gestão desde janeiro de 2018, e o município implementou recursos adicionais para a gestão de Urgência e Emergência. O plano de ação para transformar a UPA [Unidade de Pronto Atendimento] em Centro Integrado de Saúde está em andamento e estuda-se a possibilidade de instalação de uma UBS em horário especial, das 18h as 22h. Foi iniciada a Residência Multiprofissional que terá no próximo ano um total de 12 Residentes atuando na rede básica de saúde. Também está aprovada a Residência Médica em Estratégia de Saúde da Família, que nos próximos anos terá quatro médicos residentes atuando no Município”, disse Cardim.



O prefeito explica que mesmo com os resultados positivos dos últimos meses, o quesito emprego e renda ainda tem sofrido oscilações de comportamento. “Acredita-se que em função do contexto apresentado anteriormente e com a implementação de políticas municipais ligadas a agricultura familiar, que está nos planos desta Administração, teremos avanços ainda maiores promovendo investimentos importantes para a economia de nossa cidade, pois as pessoas estão vendo que Adamantina tem um projeto bem definido e planejado, alicerçado na saúde, educação e agroindústria/agricultura familiar, com possibilidades inúmeras de geração de emprego para a população e renda para o Município”.



Finalizando sua explicação, Cardim acredita que a retomada da credibilidade da administração pública é outro fator a ser considerado para o momento econômico de Adamantina. “Todo esse processo de trabalho para a recuperação da credibilidade e desenvolvimento do Município só tem sido possível graças a um fato de extrema importância e que o grande diferencial para nossa Cidade, a união de esforços entre Executivo, Legislativo, Poder Judiciário, Ministério Público e acima de tudo da população que assim como eu acredita no potencial de desenvolvimento de Adamantina. Precisamos ter esperança, com trabalho juntos vamos construir um futuro melhor para nossa população”.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 156 VEZES

Comentários

Veja também

    Publicidade

    Publicidade

OCNEWS
© Copyright 2018 | OCNEWS | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS