WhatsApp

(18) 99774 - 5662

Weber toma posse e mulheres chefiam maioria das cortes superiores - OCNEWS

Brasil

15/08/2018 às 00h14 - Atualizada em 15/08/2018 às 00h14

Weber toma posse e mulheres chefiam maioria das cortes superiores

Edy Rocha
Osvaldo Cruz - SP
FONTE: Noticias ao minuto

A ministra Rosa Weber tomou posse hoje (14) no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), durante sessão solene no plenário da Corte.



Ela é a segunda mulher a presidir o TSE em mais de 70 anos de criação do tribunal. A primeira foi Cármen Lúcia, em 2012. Caberá a ela organizar as eleições de outubro, que serão realizadas no dia 7.



Rosa Weber, que é ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), já ocupava a vice-presidência do tribunal e vai suceder a Luiz Fux, que concluiu período máximo de dois anos no cargo. O mandato irá até agosto de 2020.



A partir da posse da ministra, pela primeira vez na história do Brasil, a chefia da maioria dos tribunais superiores do país passa a ser feita por mulheres, já que Cármen Lúcia preside o STF e Laurita Vaz está à frente do Superior Tribunal de Justiça (STJ).



De acordo com informações do portal G1, os outros dois tribunais superiores são comandados pelos ministros João Batista Brito Pereira (Tribunal Superior do Trabalho) e José Coêlho Ferreira (Superior Tribunal Militar).



Além dos tribunais, as mulheres também ocupam o comando de outros órgãos que atuam diretamente no Poder Judiciário: Raquel Dodge é a atual procuradora-geral da República, e Grace Mendonça é ministra da Advocacia-Geral da União (AGU).



Sessão



Também na sessão desta terça, foram empossados os ministros Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), como vice-presidente do TSE, e Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça, que será corregedor-geral da Justiça Eleitoral.



O TSE é formado por sete ministros, dos quais três são do STF, sendo um o presidente da Corte. Dois ministros são do STJ, um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois juristas que representam os advogados e são nomeados pelo presidente da República.



Nas eleições de outubro, além de organizar o pleito, o tribunal vai deferir os registros de candidatura de candidatos à Presidência da República e todos os recursos que os envolvem.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 109 VEZES

Comentários

Veja também

    Publicidade

    Publicidade

OCNEWS
© Copyright 2018 | OCNEWS | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS