Ocnews - Sua fonte de notícias na cidade de Osvaldo Cruz

Agente penitenciário de Pracinha morre com suspeita de Covid-19, na Santa Casa de Presidente Prudente

Segundo o hospital, paciente de 39 anos deu entrada ontem de noite; ele foi encaminhado à UTI, mas não resistiu.

Foto: Foto: Arquivo - Paciente foi internado na noite de ontem, mas não resistiu

OUVIR NOTÍCIA

Um homem de 39 anos morreu hoje, na Santa Casa de Presidente Prudente, com suspeita de ter sido infectado pelo novo coronavírus, que transmite a Covid-19. A vítima trabalhava como agente penitenciário em Pracinha.

Conforme as informações da unidade de saúde, o paciente deu entrada na noite de ontem, apresentando síndrome respiratória e demais sintomas da doença. “Ele foi encaminhado para UTI [Unidade de Terapia Intensiva], recebendo os cuidados das equipes médicas e multidisciplinar, mas o caso evoluiu a óbito”, completa.

As amostras do paciente foram colhidas e encaminhadas para realização de exame no IAL (Instituto Adolfo Lutz), na capital paulista.

Cabe lembrar que, somente essa semana outros cinco agentes foram diagnosticados com a doença, sendo quatro em Junqueirópolis e um em São João do Pau d’Alho.

Fonte

Redação/ Colaborou O Imparcial
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Agente penitenciário de Pracinha morre com suspeita de Covid-19, na Santa Casa de Presidente Prudente

Redação/ Colaborou O Imparcial

Um homem de 39 anos morreu hoje, na Santa Casa de Presidente Prudente, com suspeita de ter sido infectado pelo novo coronavírus, que transmite a Covid-19. A vítima trabalhava como agente penitenciário em Pracinha.

Conforme as informações da unidade de saúde, o paciente deu entrada na noite de ontem, apresentando síndrome respiratória e demais sintomas da doença. “Ele foi encaminhado para UTI [Unidade de Terapia Intensiva], recebendo os cuidados das equipes médicas e multidisciplinar, mas o caso evoluiu a óbito”, completa.

As amostras do paciente foram colhidas e encaminhadas para realização de exame no IAL (Instituto Adolfo Lutz), na capital paulista.

Cabe lembrar que, somente essa semana outros cinco agentes foram diagnosticados com a doença, sendo quatro em Junqueirópolis e um em São João do Pau d’Alho.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )