Ocnews - Sua fonte de notícias na cidade de Osvaldo Cruz

Balneários da região são seguros

Qualidade das águas está atestada por dados obtidos através de pesquisas em represas e reservatórios;

Famosa pelo calor, a região de Presidente Prudente também é conhecida pelas praias fluviais de reservatórios e balneários. A plena diversão, entretanto, passa pela pergunta: As águas estão aptas ao banho? A resposta está no cálculo da balneabilidade destas águas.

A reportagem entrou em contato com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Esta, por sua vez, afirmou que não faz coleta na região de Presidente Prudente para efeito de balneabilidade nas praias de rios e reservatórios. “Na região, essa atribuição para atestar a qualidade dessas águas é da administração municipal”, pontua. Além das prefeituras, as empresas responsáveis pelos reservatórios de Usinas Hidrelétricas também têm como atribuição zelar pela qualidade de suas represas.

AS REPRESAS DO RIO PARANAPANEMA

A empresa CTG Brasil é responsável pelos reservatórios Capivara, Taquaruçu e Rosana, os três no rio Paranapanema. A assessoria de imprensa da CTG afirma que, por meio de sua área de Meio Ambiente, a empresa monitora e mantém análises constantes da qualidade da água de seus reservatórios. “Os resultados mais recentes demonstram que não houve, na região das três usinas, alterações nos níveis de oxigênio. A água nesses reservatórios continua sendo classificada como de ótima qualidade.

A assessoria informa que “um dos usos múltiplos dos reservatórios permitidos para esse tipo de classificação (Classe 2) é a recreação de contato primário, como natação, esqui aquático e mergulho”. Os resultados dos monitoramentos são públicos e estão disponíveis em um canal aberto com a comunidade 24 horas, todos os dias. Para o rio Paranapanema, o número é o 0800-770-2428.

O REPRESAMENTO DO RIO PARANÁ

Da mesma forma, a Cesp (Companhia Energética de São Paulo), responsável pelo reservatório de Porto Primavera, no rio Paraná, salienta que “realiza trimestralmente campanhas para monitoramento da qualidade de água do reservatório, analisando 50 parâmetros físico-químicos em cinco pontos, na superfície, meio e fundo”. Esses monitoramentos atestam, segundo a Cesp, que a qualidade da água é classe 2, ou seja, são as águas adequadas ao abastecimento para consumo humano, após tratamento convencional, à proteção das comunidades aquáticas, à natação, esqui aquático e mergulho, à irrigação de hortaliças, plantas frutíferas e de parques, jardins, campos de esporte e lazer, com os quais o público possa vir a ter contato direto; e à aquicultura e à atividade de pesca.

Os dados deste monitoramento são públicos e podem ser consultados no https://cetesb.sp.gov.br/aguas-interiores/publicacoes-e-relatorios/, no relatório de Qualidade das Águas Interiores do Estado de São Paulo, informa a Cesp.

SITUAÇÃO DOS BALNEÁRIOS

Em relação ao Balneário da Amizade, entre Presidente Prudente e Álvares Machado, a Secom (Secretária Municipal de Comunicação) de Prudente afirma que o local dispõe de balneabilidade, conforme análise criteriosa e rigorosa desenvolvida no início deste ano com cinco coletas seguidas. “Caso o cidadão queira mais informações a respeito, a equipe técnica da Secretaria de Meio Ambiente está à disposição de todos para prestar os esclarecimentos solicitados”, completa.

A Prefeitura de Rancharia, por meio da diretora da divisão municipal de meio ambiente e micro bacias, Talita Tolentino, explica que é realizado o monitoramento no Balneário desde a nascente e que a qualidade das águas é própria para o banho. “O Balneário de Rancharia possui todas as licenças e outorgas de todos os órgãos necessários para o seu funcionamento. Todos os documentos comprobatórios estão de posse da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente”, reitera.

 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Martinópolis, mas não recebeu respostas até o fechamento desta matéria.

Fonte

MARCO VINICIUS ROPELLI - Especial para O Imparcial
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Balneários da região são seguros

MARCO VINICIUS ROPELLI - Especial para O Imparcial

Famosa pelo calor, a região de Presidente Prudente também é conhecida pelas praias fluviais de reservatórios e balneários. A plena diversão, entretanto, passa pela pergunta: As águas estão aptas ao banho? A resposta está no cálculo da balneabilidade destas águas.

A reportagem entrou em contato com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Esta, por sua vez, afirmou que não faz coleta na região de Presidente Prudente para efeito de balneabilidade nas praias de rios e reservatórios. “Na região, essa atribuição para atestar a qualidade dessas águas é da administração municipal”, pontua. Além das prefeituras, as empresas responsáveis pelos reservatórios de Usinas Hidrelétricas também têm como atribuição zelar pela qualidade de suas represas.

AS REPRESAS DO RIO PARANAPANEMA

A empresa CTG Brasil é responsável pelos reservatórios Capivara, Taquaruçu e Rosana, os três no rio Paranapanema. A assessoria de imprensa da CTG afirma que, por meio de sua área de Meio Ambiente, a empresa monitora e mantém análises constantes da qualidade da água de seus reservatórios. “Os resultados mais recentes demonstram que não houve, na região das três usinas, alterações nos níveis de oxigênio. A água nesses reservatórios continua sendo classificada como de ótima qualidade.

A assessoria informa que “um dos usos múltiplos dos reservatórios permitidos para esse tipo de classificação (Classe 2) é a recreação de contato primário, como natação, esqui aquático e mergulho”. Os resultados dos monitoramentos são públicos e estão disponíveis em um canal aberto com a comunidade 24 horas, todos os dias. Para o rio Paranapanema, o número é o 0800-770-2428.

O REPRESAMENTO DO RIO PARANÁ

Da mesma forma, a Cesp (Companhia Energética de São Paulo), responsável pelo reservatório de Porto Primavera, no rio Paraná, salienta que “realiza trimestralmente campanhas para monitoramento da qualidade de água do reservatório, analisando 50 parâmetros físico-químicos em cinco pontos, na superfície, meio e fundo”. Esses monitoramentos atestam, segundo a Cesp, que a qualidade da água é classe 2, ou seja, são as águas adequadas ao abastecimento para consumo humano, após tratamento convencional, à proteção das comunidades aquáticas, à natação, esqui aquático e mergulho, à irrigação de hortaliças, plantas frutíferas e de parques, jardins, campos de esporte e lazer, com os quais o público possa vir a ter contato direto; e à aquicultura e à atividade de pesca.

Os dados deste monitoramento são públicos e podem ser consultados no https://cetesb.sp.gov.br/aguas-interiores/publicacoes-e-relatorios/, no relatório de Qualidade das Águas Interiores do Estado de São Paulo, informa a Cesp.

SITUAÇÃO DOS BALNEÁRIOS

Em relação ao Balneário da Amizade, entre Presidente Prudente e Álvares Machado, a Secom (Secretária Municipal de Comunicação) de Prudente afirma que o local dispõe de balneabilidade, conforme análise criteriosa e rigorosa desenvolvida no início deste ano com cinco coletas seguidas. “Caso o cidadão queira mais informações a respeito, a equipe técnica da Secretaria de Meio Ambiente está à disposição de todos para prestar os esclarecimentos solicitados”, completa.

A Prefeitura de Rancharia, por meio da diretora da divisão municipal de meio ambiente e micro bacias, Talita Tolentino, explica que é realizado o monitoramento no Balneário desde a nascente e que a qualidade das águas é própria para o banho. “O Balneário de Rancharia possui todas as licenças e outorgas de todos os órgãos necessários para o seu funcionamento. Todos os documentos comprobatórios estão de posse da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente”, reitera.

 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Martinópolis, mas não recebeu respostas até o fechamento desta matéria.

Veja também

sample52
Redação Ocnews
Redação Ocnews

Depressão: a doença mais incapacitante de 2020

sample52
Redação Ocnews
Redação Ocnews

Verdades e mitos sobre o ar-condicionado no verão

sample52
Redação Ocnews
Redação Ocnews

WhatsApp vai parar de funcionar em celulares antigos

sample52
Redação Ocnews
Redação Ocnews

Um em cada seis homens tem câncer de próstata no Brasil

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )