Ocnews - Sua fonte de notícias na cidade de Osvaldo Cruz

Confira 10 Objetos que podem ser prejudiciais à saúde das crianças

DICAS

Todos queremos acreditar que os produtos infantis são sempre testados quanto à segurança, projetados com responsabilidade e criados com o bem-estar das crianças em mente. Entretanto, como mostra a prática, é melhor ter certos cuidados e escolher o que comprar com muita atenção para evitar qualquer risco.

Nós analisamos de perto alguns itens para crianças e descobrimos em quais deles os pais deveriam ficar de olho.

10. Brinquedos de movimento

A maioria de nós provavelmente teve um brinquedo de balanço na infância, mas isso não significa que todos eles sejam seguros: a criança pode cair ou espremer uma parte do corpo. Os riscos aumentam se o pequeno usar um brinquedo inadequado para sua idade fora do alcance dos pais.

9. Berço lateral

Dormir no mesmo quarto com seu bebê durante, pelo menos, os primeiros seis meses de vida dele é uma ótima ideia. No entanto, é melhor que ele permaneça em um ambiente seguro dentro de seu berço. Os riscos de dormir em um berço lateral são comparáveis aos de dormir na cama dos pais. Existem certas regras que podem diminui-los; porém, procure usar esse tipo de móvel apenas em caso de emergência.

8. Berço de balanço para recém-nascidos

Não é recomendado deixar o bebê dormir em uma cadeira de balanço, a menos que ele esteja acordado e sendo supervisionado. Segundo especialistas, os recém-nascidos devem dormir em uma superfície dura e plana, sem roupas de cama muito macias. Esse modelo de berço suspenso não atende às orientações para um sono seguro, o que significa que usá-lo dessa maneira acaba envolvendo sérios riscos.

7. Copos de treinamento

Esses copos ajudam a manter o ambiente limpo por mais tempo, pois evitam que crianças pequenas, que têm uma coordenação motora pouco desenvolvida, derramem o líquido. Infelizmente, eles são propícios à proliferação de mofo. Para a formação do mofo, basta ter um local escuro, úmido e quente, e são justamente essas as principais características dos copos de transição, que, mesmo sendo lavados e secados regularmente, podem sofrer com o surgimento de fungos devido ao seu design fechado.

6. Óleo para recém-nascidos

O que causa uma das maiores preocupações são os aromatizantes usados na formulação da maioria dos óleos para bebês que, por exemplo, têm um efeito calmante. O fato é que as crianças são mais sensíveis a alérgenos e é isso que os aromatizantes são. Portanto, se o uso de óleo ainda for necessário, dê preferência a opções sem fragrâncias.

5. Jumper para bebês

Os jumpers, por um lado, são uma salvação para os pais de crianças ativas. No entanto, o assento de tecido mantém a pélvis em uma posição incorreta, provocando a tensão muscular nos tornozelos e nas panturrilhas. Segundo alguns fisioterapeutas, é aconselhável limitar o uso do dispositivo a 10–15 minutos por dia. Além disso, como ele fica suspenso na porta, o pequeno pode se machucar no batente ao se balançar demais.

4. Sling de um ombro só

Os slings são perfeitos para carregar o bebê, permitindo que você o mantenha perto de si, converse com ele e o embale, mantendo a total liberdade dos movimentos. Porém, os slings em forma de C, fixados em um ombro, devem ser utilizados com cautela, ou até evitados.

Neles, o pequeno fica em uma posição lateral, o que favorece com que seu rosto seja pressionado contra o peito da mãe, prejudicando a respiração dele. Em geral, vale a pena seguir as instruções de uso à risca. Certifique-se de que o rosto da criança não esteja coberto pelo tecido, sente-se em vez de se abaixar para pegar algo e considere trocar a peça quando o tecido ficar desgastado.

3. Brinquedos de banho de vinil

Os brinquedos de vinil, que tornam a hora do banho mais divertida e atraente, podem ser encontrados em praticamente qualquer loja. Contudo, o fato de os brinquedos normalmente serem criados para crianças não significa que todos eles atendam aos padrões de segurança. Os brinquedos de vinil são feitos de um material tóxico e não são recomendados para crianças. Além disso, devido à alta umidade, eles frequentemente se tornam o ambiente ideal para fungos.

2. Mordedores

O período da dentição é emocionante tanto para os próprios bebês quanto para seus pais. É compreensível o desejo de aliviar o desconforto do seu filho de qualquer maneira, e a saída mais simples que muitos escolhem é oferecer chupetas e outros brinquedos semelhantes.

No entanto, o material desses objetos levanta dúvidas: por exemplo, eles podem conter parabenos, que afetam o sistema endócrino. O que pode causar outro motivo para preocupações são pequenos fragmentos de plástico ou borracha que a criança pode engolir sem querer. Por isso, prefira as opções mais seguras: dar uma colher fria para o pequenino mastigar ou esfregar suas gengivas pode ajudar.

1. Cadeirinha booster (assento de elevação

Procure não colocar esse modelo de cadeirinha em superfícies altas: em mesas, cadeiras e assim por diante, porque o risco de queda é grande. Além disso, boa parte dos fisioterapeutas concorda que ficar sentado por muito tempo em um assento booster influencia negativamente as articulações do quadril, a coluna e os principais músculos da criança

CLIQUE E VEJA AS FOTOS: https://incrivel.club/inspiracao-dicas/10-objetos-que-podem-ser-prejudiciais-a-saude-das-criancas-1246334/

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Confira 10 Objetos que podem ser prejudiciais à saúde das crianças

Todos queremos acreditar que os produtos infantis são sempre testados quanto à segurança, projetados com responsabilidade e criados com o bem-estar das crianças em mente. Entretanto, como mostra a prática, é melhor ter certos cuidados e escolher o que comprar com muita atenção para evitar qualquer risco.

Nós analisamos de perto alguns itens para crianças e descobrimos em quais deles os pais deveriam ficar de olho.

10. Brinquedos de movimento

A maioria de nós provavelmente teve um brinquedo de balanço na infância, mas isso não significa que todos eles sejam seguros: a criança pode cair ou espremer uma parte do corpo. Os riscos aumentam se o pequeno usar um brinquedo inadequado para sua idade fora do alcance dos pais.

9. Berço lateral

Dormir no mesmo quarto com seu bebê durante, pelo menos, os primeiros seis meses de vida dele é uma ótima ideia. No entanto, é melhor que ele permaneça em um ambiente seguro dentro de seu berço. Os riscos de dormir em um berço lateral são comparáveis aos de dormir na cama dos pais. Existem certas regras que podem diminui-los; porém, procure usar esse tipo de móvel apenas em caso de emergência.

8. Berço de balanço para recém-nascidos

Não é recomendado deixar o bebê dormir em uma cadeira de balanço, a menos que ele esteja acordado e sendo supervisionado. Segundo especialistas, os recém-nascidos devem dormir em uma superfície dura e plana, sem roupas de cama muito macias. Esse modelo de berço suspenso não atende às orientações para um sono seguro, o que significa que usá-lo dessa maneira acaba envolvendo sérios riscos.

7. Copos de treinamento

Esses copos ajudam a manter o ambiente limpo por mais tempo, pois evitam que crianças pequenas, que têm uma coordenação motora pouco desenvolvida, derramem o líquido. Infelizmente, eles são propícios à proliferação de mofo. Para a formação do mofo, basta ter um local escuro, úmido e quente, e são justamente essas as principais características dos copos de transição, que, mesmo sendo lavados e secados regularmente, podem sofrer com o surgimento de fungos devido ao seu design fechado.

6. Óleo para recém-nascidos

O que causa uma das maiores preocupações são os aromatizantes usados na formulação da maioria dos óleos para bebês que, por exemplo, têm um efeito calmante. O fato é que as crianças são mais sensíveis a alérgenos e é isso que os aromatizantes são. Portanto, se o uso de óleo ainda for necessário, dê preferência a opções sem fragrâncias.

5. Jumper para bebês

Os jumpers, por um lado, são uma salvação para os pais de crianças ativas. No entanto, o assento de tecido mantém a pélvis em uma posição incorreta, provocando a tensão muscular nos tornozelos e nas panturrilhas. Segundo alguns fisioterapeutas, é aconselhável limitar o uso do dispositivo a 10–15 minutos por dia. Além disso, como ele fica suspenso na porta, o pequeno pode se machucar no batente ao se balançar demais.

4. Sling de um ombro só

Os slings são perfeitos para carregar o bebê, permitindo que você o mantenha perto de si, converse com ele e o embale, mantendo a total liberdade dos movimentos. Porém, os slings em forma de C, fixados em um ombro, devem ser utilizados com cautela, ou até evitados.

Neles, o pequeno fica em uma posição lateral, o que favorece com que seu rosto seja pressionado contra o peito da mãe, prejudicando a respiração dele. Em geral, vale a pena seguir as instruções de uso à risca. Certifique-se de que o rosto da criança não esteja coberto pelo tecido, sente-se em vez de se abaixar para pegar algo e considere trocar a peça quando o tecido ficar desgastado.

3. Brinquedos de banho de vinil

Os brinquedos de vinil, que tornam a hora do banho mais divertida e atraente, podem ser encontrados em praticamente qualquer loja. Contudo, o fato de os brinquedos normalmente serem criados para crianças não significa que todos eles atendam aos padrões de segurança. Os brinquedos de vinil são feitos de um material tóxico e não são recomendados para crianças. Além disso, devido à alta umidade, eles frequentemente se tornam o ambiente ideal para fungos.

2. Mordedores

O período da dentição é emocionante tanto para os próprios bebês quanto para seus pais. É compreensível o desejo de aliviar o desconforto do seu filho de qualquer maneira, e a saída mais simples que muitos escolhem é oferecer chupetas e outros brinquedos semelhantes.

No entanto, o material desses objetos levanta dúvidas: por exemplo, eles podem conter parabenos, que afetam o sistema endócrino. O que pode causar outro motivo para preocupações são pequenos fragmentos de plástico ou borracha que a criança pode engolir sem querer. Por isso, prefira as opções mais seguras: dar uma colher fria para o pequenino mastigar ou esfregar suas gengivas pode ajudar.

1. Cadeirinha booster (assento de elevação

Procure não colocar esse modelo de cadeirinha em superfícies altas: em mesas, cadeiras e assim por diante, porque o risco de queda é grande. Além disso, boa parte dos fisioterapeutas concorda que ficar sentado por muito tempo em um assento booster influencia negativamente as articulações do quadril, a coluna e os principais músculos da criança

CLIQUE E VEJA AS FOTOS: https://incrivel.club/inspiracao-dicas/10-objetos-que-podem-ser-prejudiciais-a-saude-das-criancas-1246334/

Veja também

sample52
Jane Gomes
Jane Gomes

Confira 11 maneiras de transformar sapatos desconfortáveis em sonhos para os pés

sample52
Jane Gomes
Jane Gomes

Confira 11 sinais de que seu corpo está lhe dando alertas importantes

sample52
Jane Gomes
Jane Gomes

Confira 18 coisas que podem ser úteis de se ter no carro

sample52
Jane Gomes
Jane Gomes

Confira 10 coisas que é melhor saber para aperfeiçoar as técnicas culinárias e evitar desperdícios

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )